CLIQUE NA IMAGEM PARA VIAJAR ATÉ ESTE NOVO ESPAÇO PACANHERRO

sexta-feira, maio 16, 2008

O Parente da Refóias

ATENÇÃO: este post pode, por algumas pessoas, ser considerado secante, pelo que aconselhamos às pessoas mais susceptíveis de apanharem uma seca que não o leiam, a fim de preservarem o bom nome desta espectacular instituição que é Arranhí Pacanherra, que tem como objectivo proporcionar a galhofa e não o aborrecimento do seu público.


Isto ao que parece há um gajo vizinho da gente que anda praí a merecer algum reconhecimento. Pra já porque é do Algarve, de Monchique, de Portimão, dos arredores, mais precisamente; depois, porque tem a pachorra de fazer algo que nós sempre quisemos fazer aquando da criação deste blog: escrever totalmente os textos no dialecto algarvio do noroeste (o monchiquero). É ele o Parente da Refóias, um gá que já na é novo mas que aparentemente é assim pá frentex, uma vez que andou a cheirar nos nossos squétes e até gostou, e isto só demonstra duas coisas: ou não tem sanidade mental ou é dotado de uma genialidade transcendente (tal como vós, caro público leitor, que acompanham os desvarios deste espaço).

Nós, que ostentamos um nome proferido por um africano vendedor de artesanato na baixa ribeirinha de Portimão enquanto açoitava a sua nádega, que temos como objectivos primordiais a distinção do Algarve como região superior de Portugal e o divertimento próprio através da publicação de textos e filmes que unem o puro regionalismo algarvio às massas por meio de um humor inédito e extravagante, admiramos esse gá, esse cota, que vai-se a ver e é nosso parente deveras, que anda a amostrar ao mundo as bodegas descondidas e belas que aqui a zona tem, bodegas que muita gente acha trampicadas porque não as conhece, bodegas que os nossos avós disseram ou fizeram, bodegas que nós tentamos amostrar de um prisma mais moderno e absurdo, mas que o Parente amostra com o preceito impecável que essas bodegas merecem, com o tratamento justo e fiel, por se tratarem de bodegas velhas e cotas como ele é.

Ó velho Parente, és um fixe e fica sabendo que, apesar da gente sermos de duas gerações tãn distintas, temos todos uma porção de coisas em comum:

  • Todos achamos que é no rio Arade que se apanham as melhores amêjoas e brebigões;
  • Todos achamos que é na praia da Rocha que se vêm as bifas mais boas e se constroem os melhores castelos de areia;
  • Todos achamos que o Portimonense e que o Monchiquense deviam ganhar a Liga dos Campeões, ou pelo menos dois pratos de caracóis depois dos jogos;
  • Todos achamos que o melhor medronhe do Algarve está em Monchique, a não ser que este seja transportado para outro lado qualquer do mundo;
  • Todos nós achamos que a Feira dos Enchidos devia de oferecer sandes de presunto com pão caseiro barrado em banha vermelha aos possuidores de blogs que falam da região e que o Festival da Sardinha devia de oferecer sardinhas a sério em vez daquelas latas de paté que não dão pra nada;
  • E todos achamos que o Tuta e o Manel da Luz deviam fazer uma ponte rodo-ferroviária de 4 faixas que ligasse as duas terras, de maneiras a que a gente não tivesse de levar com os semáfros ali na recta do Porto de Lagos.

E depois de uma série de piadas apenas entendíveis por malta daqui da zona, anunciamos que em breve (praí daqui a um ou dois dias) vamos meter mais squétes, só pra compensar a seca que foi ler isto – ou então ler só este último parágrafo para se poder comentar o post sem ter muito trabalho.

8 comentários:

Maraffaada disse...

Merecido reconhecimento, o Parente é um Senhor que divulga a(s) nossa(s) de uma forma impar!
Quanto a vocês, 'xem lá ver o que práqui vai, móços marafados! Assim de repente, já me fizeram recordar um cheiro perdido lá para trás na infância, o do cheiro a polvo à porta do Portimonense!
Cá voltarei!

Rafeiro Perfumado disse...

No meio deste palavreado todo, com velhotes à mistura, só não percebi de onde é que vocês tiraram a ideia que tinham bom nome, pá... Abraço!

Sorrisos em Alta disse...

E têm a certeza que era a nádega dele que açoitava?
Valha-nos isso...
;o)

Abraço

LN disse...

E viva a Rádio Fóia, "a rádio mais alta a Sul de Portugal"!!!

diarreiasmentais.com disse...

fonix...ja li o primeiro parágrafo..amanhã leio mais um!

Anubis disse...

Olha, já sugeriam que o sotaque algarvio incorpore o novo acordo ortográfico, adorava escrever numa tese de mestrado a palavra prontos, hadém e "a gente".
Qualquer dia, "a gente" do costume, vai aí ao algarve ver se isso é mesmo verdade. Eu quero averiguar o boato da praia da rocha!!! Aproveitávamos a ida e soldávamos a dívida da superbock mini.

Francis disse...

e o olhanense e o zézé camarinha ?

Bazil disse...

Sim, "a gente" do costume um dia vai aí para ver isso tudo de que falam. É que sabem, o Anúbis anda com vontade de construir uns castelos de areia ;) Um abraço